protocolo diário

instalação | performance

A ação Protocolo Diário foi contemplada pelo prêmio

Histórico de Realização em Artes Visuais – Artistas, do edital

Proac Expresso Lei Aldir Blanc nº 50/2021. 

Durante a pandemia, Mônica Cardim atendeu ao primeiro e principal protocolo de saúde, o confinamento, e se encontrou em casa, sozinha, com suas ideias, seu tempo, seu corpo e um olhar sobre si mesma. O recolhimento abriu espaço para a criação de um protocolo diário de se apresentar como mulher, negra e artista, “um momento de me colocar como o corpo a ser identificado”, diz a artista.

Assim começou a produzir as séries de autorretratos Protocolo Diário, uma experiência sensível de entender o confinamento e a relação do seu corpo com o espaço cotidiano, em uma forma exagerada de convívio com as máscaras sociais presentes em seu armário, gavetas, estante. “São minhas roupas, tecidos, objetos e minha relação com esse espaço que me constroem e me permitem manter contato com o mundo externo” define.

No MAC USP, a instalação/performance Protocolo Diário apresenta os autorretratos realizados durante o isolamento. Cada uma das séries de imagens será projetada em três tecidos estendidos de forma triangular. As projeções, como um cânone visual, giram tal qual um relógio, permitindo ao público acompanhar a passagem do tempo. No centro das projeções, a artista reproduzirá parte de seu estúdio de fotografia para registrar a última sessão dos protocolos, encerrando o processo e celebrando a passagem do tempo e os novos encontros. Uma experiência íntima que pode ser acompanhada pelo público em um exercício de generosidade e compartilhamento visual.
 

Protocolo diário Mini Calendário_Alta_margem_SITE sem título_edited.jpg

autores das narrativas textuais

IMG_7653_edited_edited.jpg

Alexandre Araújo Bispo

Antropólogo, curador, crítico e educador independente

"Fotógrafa tecnicamente rigorosa e exigente, Mônica Cardim criou um conjunto de procedimentos para estar consigo própria."

Uma mulher aturbantada

Captura-de-Tela-2022-02-04-às-16.06_edited.jpg

Glaucea Helena de Britto

Artista visual, educadora, pesquisadora e curadora

Protocolo Diário como Política de Vida

"A obra de Mônica Cardim apresenta, diante da política de morte executada como projeto de governo do Brasil nos últimos quatro anos, uma verdadeira política de vida."

Amarelo redes-2093.jpg

convite

20 de novembro, das 15 às 20 horas

A performance no interior da instalação se dará das 18 às 19 horas 

Entrada gratuita
MAC USP: Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301 - Ibirapuera

equipe técnica

Autorretratos Protocolo Diário e performance: Mônica Cardim

Concepção artística da instalação: Maria Helou Zuquim

Curadoria: Mônica Cardim, Maria Helou Zuquim e Rita Cavassana

Edição de vídeo: Rita Cavassana

Trilha original: Ricardo Cardim

Vozes: Rita Curitola e Ricardo Cardim

Vídeo mapping: Guilherme Bretas

Narrativa textual: Alexandre Araújo Bispo e Glaucea Helena de Britto

Projeção: Tela Mágica

Costura: Mônica Cristina Rocha

Serralheria: Joseani Natali Domingos e Fábio Luiz Souza Gomes

Página Protocolo Diário: Júlia Pestana

Revisão de texto: Frank de Oliveira

Estagiária: Vitória Shigematsu

agradecimentos

Jardélio Santos Alves

VIELA 4

Chelmmi Jepi

Flávio M. Silva

Érika Kobayashi

Deise de Brito

Fredyson Cunha

Vera Cardim

Mãe Dango

Renata Bittencourt

Dessa Souza

TELA PRETA LOGOS_FINAL DAS PROJEÇÕES VÍDEO PROTOCOLO DIÁRIO_edited.jpg